Brasil que deu Serto – projeto tipográfico



Brasil que deu Serto

Brasil que deu Serto é um projeto do Matheus Matsumoto e Vinícius Pegoraro, ambos trabalham na criação da Leo Burnett Tailor Made. eles pegam frases do cotidiano e expressões populares e transformam em trabalhos tipográficos bem legais. gostamos bastante! começando pela ironia no nome do projeto.

separamos alguns aqui no post, mas você pode ver todos no Facebook e no Instagram (@brasilquedeuserto) do projeto.

Brasil que deu Serto Brasil que deu Serto Brasil que deu Serto Brasil que deu Serto  Brasil que deu Serto



Experimenta – Semana de Design da Paraíba



experimenta-semana-design-paraiba

acontece agora entre os dias 18 e 26 de outubro o Experimenta – Semana de Design da Paraíba.

no time de palestrantes tem gente bem legal e conhecida no design brasileiro, como Alexandre Wollner, Guilherme Sebastiany, Irmãos Campana, Guto Lacaz e Andrea Kulpas.

experimenta-semana-design-paraiba

a página oficial no Facebook é www.facebook.com/experimentapb e lá tem as informações sobre ingressos ;)



drone + fisheye + topo de montanha nos Alpes



a soma de tudo isso resulta nessa foto incrível:

foto-drone-alpes

via



Songs of Time Lost – cd / vinil



piersfaccini-vincentsega-noformat-01 piersfaccini-vincentsega-noformat-02 piersfaccini-vincentsega-noformat-03 piersfaccini-vincentsega-noformat-04 piersfaccini-vincentsega-noformat-05

via



incríveis fotos aéreas de uma praia da Itália



um trabalho fotográfico incrível feito pelo alemão Bernard Lang em Adria, na Itália.

simplesmente maravilhoso. cores, patterns, dá pra ver um pouco de tudo =]

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

Bernard Lang - Fotos aéreas em praia da Itália

via



Omote: tracking e mapping de rosto em tempo real



Omote - tracking mapping 3d realtime

Omote é um projeto liderado pelo japonês Nobumuchi Asai, e combina tracking de um rosto e projeção em tempo real em cima dele, enquanto ele se movimenta. o resultado é incrível, e já dá pra imaginar como isso pode ser aperfeiçoado e usado no futuro:

via



inspiração editorial – 26/08/14



quatro projetos editoriais muito bem feitos para inspirar:

01

inspiração editorial - Boteco Design!

02

inspiração editorial - Boteco Design!

03

inspiração editorial - Boteco Design!

04

inspiração editorial - Boteco Design!

estamos salvando mais coisas lá no nosso Pinterest, segue o Boteco lá também ;)



Oakley – Disruptive by Design



Oakley - Disruptive by Design

a Oakley apresentou seu conceito Disruptive by Design, lançado em abril deste ano. para quem não conhece a marca, ela desenvolve materiais esportivos com tecnologia e design inovadores. entendi um pouco mais do que significa este Disruptive by Design quando soube do primeiro produto que seu fundador Jim Jannard criou: uma manopla de moto que melhorava a aderência da mão do piloto ao guidão.

Oakley - Disruptive by Design

a filosofia que a marca está trabalhando é: isso faz parte do nosso DNA desde que a empresa nasceu, nós entendemos os problemas e vamos a fundo na busca por soluções, quebrando paradigmas e inovando.

para ajudar neste processo, a sede da Oakley na Califórnia funciona como um laboratório, com os cientistas trabalhando em conjunto com atletas e criando produtos que atendam a sua necessidades. o prédio é chamado de Bunker, e pela foto abaixo dá pra entender por quê:

Oakley - Disruptive by Design

o Boteco Design! fez uma entrevista com Roger Ahlgrimm, Brand Director da Oakley na América Latina:

• a Oakley apresenta o Disruptive by Design como uma filosofia presente desde o nascimento da empresa em 1975. qual foi a importância dessa filosofia para a história da marca?

O Oakley Grip, primeiro produto da empresa lançado em 75, foi uma manopla de motocross feita com material aderente e inovador, com design que unia arte e funcionalidade. Mais do que um produto, estabelecemos ali a missão da empresa: DesignDisruptInspire. Desde então nossa filosofia continua a mesma e isto moldou a cultura da empresa e a forma como enxergamos inovação, tecnologia, desenvolvimento de produtos e ações de marketing. Acreditamos que tudo pode e será feito melhor, e não temos medo de quebrar paradigmas ao longo deste processo.

• como funciona o fluxo de trabalho na sede da Oakley na Califórnia?

Nossos cientistas são desafiados constantemente a inovar e tem autonomia para pensar em oportunidades que contribuam para a marca e nossos consumidores. Nossos atletas participam ativamente do processo de desenvolvimento de produtos, muitas vezes provendo insights certeiros e testando protótipos antes do lançamento da versão final no mercado. Fazemos também uso de pesquisas de mercado para entender os anseios de nossos consumidores e buscar soluções.

Obviamente existe também uma estratégia por trás dos grandes projetos e diferentes departamentos são envolvidos nestes. Atualmente, por exemplo, definimos que estrategicamente investiremos em 3 plataformas de inovação: tecnologias para lentes, “wearable electronics”, e na customização de óculos para cada indivíduo.

• você pode contar um pouco do processo criativo por trás de algum produto ou como a Oakley tenta resolver um problema que ela identifica?

Nossa equipe de produtos está sempre atenta aos consumidores para identificar lacunas no line planning das diferentes categorias que vendemos. Seja para atender um novo consumidor, revolucionar com um produto que ofereça algo nunca antes produzido, ou reciclar um modelo que está no final de seu ciclo de vida, estamos sempre inovando. A participação da equipe de Pesquisa e Desenvolvimento nos dá credibilidade quanto à qualidade daquilo que produzimos, e nossos designers atribuem a eles funcionalidade e um DNA especial. A Oakley é uma marca de vanguarda e é com isto que nossos consumidores se identificam.

 

a divulgação deste conceito tem ainda o site www.disruptivestories.com.br  onde as pessoas podem compartilhar suas experiências de ruptura no surf, skate ou wakeboard, através de foto, vídeo ou texto. a melhor história vai ser publicada junto com uma entrevista nas revistas Fluir, Tribo Skate e Wake Brasil.

o site www.disruptivebydesign.com.br  conta um pouco mais desse conceito e da marca, mas eu destaco aqui o vídeo bem legal que tem lá, com narração do Kevin Spacey. ele mostra muita coisa de processo criativo e da equipe trabalhando em projetos:

fica a dica para quem pratica esportes radicais de participar do site e enviar algo incrível que você tenha feito. para os designers que não são tão radicais (como eu), fica um pouco de como a Oakley trabalha no desenvolvimento de produtos e da própria marca.



Islândia – paisagens inspiradoras



a fotógrafa Sarah Martinet registrou estas belíssimas paisagens da Islândia em sua vigem recente ao país. equipada com sua câmera, elas fez estas imagens sensacionais de um avião.

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

Islândia - paisagem

via



Não tive tempo de escrever o título



1 minuto, esse é meu primeiro post e eu sei que você está sem tempo.

Quantas vezes pensamos e ouvimos as seguintes frases?

“Não tenho tempo”
“Sou muito ocupado”
“Depois eu vejo isso”
“Deixa para amanhã”
“Meu dia está cheio”
“Estou cansado de tanto trabalhar”
 

A verdade é que não ouvimos mais,  vivemos num mundo ansioso, com pressa e nem mesmo sabemos o motivo. Queremos tudo urgente. É quase um vício social dizer que estamos muito ocupados, ou uma síndrome “sou gente importante” e não tenho tempo para ouvir, aprender, ensinar, falar e pensar.

Não quero ficar aqui teorizando o tempo todo, mas num momento que se fala tanto em inovação e criatividade nos negócios, acho prudente buscar e compartilhar ideias, pensamento e atitudes que possam  ajudar e melhorar nosso dia a dia, ou para quem quiser, o mundo em que vivemos.

Esse é meu primeiro post no blog e gostaria de agradecer ao Paulo pela oportunidade, vou compartilhar um pouco de pensamentos e ideias nesse mundo “supostamente criativo”.

E você, tem 7 minutos para ver e ouvir esse vídeo abaixo?
Fala sobre o “enorme” exercício de ouvir