O Hobbit: Uma Jornada Inesperada - 3D e HFR - Boteco Design!
fade
5526
post-template-default,single,single-post,postid-5526,single-format-standard,eltd-core-1.2,malmo-ver-1.2,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-ajax,eltd-grid-1300,eltd-blog-installed,eltd-header-standard,eltd-fixed-on-scroll,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-slide-from-top,eltd-fullscreen-search,eltd-search-fade,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada – 3D e HFR (High Frame Rate)

o-hobbit-uma-jornada-inesperada-01

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada. mais um filme baseado na obra de J.R.R. Tolkien que chega aos cinemas pelas mãos de Peter Jackson em 3D e HFR (High Frame Rate), uma novidade técnica que tem dividido opiniões sobre ser algo bom ou ruim.

eu assisti a versão que Jackson considera a ideal para o filme, a que ele idealizou quando filmou: 3D e em HFR. os filmes 3D já estão entre nós há algum tempo, mas os HFR ainda são novidade. os filmes que assistimos no cinema ou na tv são rodados e exibidos em 24 quadros por segundo – cada segundo contém 24 imagens que, quando exibidas em sequência, dá a ilusão de movimento. o HFR utiliza o dobro de quadros a cada segundo. o diretor garante que os espectadores irão se sentir muito mais dentro do filme se assistirem o filme assim.

o-hobbit-uma-jornada-inesperada-02

mas não são todos que pensam desta maneira. muitas pessoas reclamaram do “realismo excessivo” da técnica. dos comentários que encontrei pela internet, me chamaram a atenção alguns como “é tão real que parece que você está no set de filmagens, e o encanto do filme se perde”. infelizmente não consegui assistir a todas as versões – 3D HFR, 3D e 2D, mas confesso que achei algo estranho no ritmo do filme, e um certo incômodo por ter o olhar diversas vezes forçado para um ponto específico.

o-hobbit-uma-jornada-inesperada-03

e o filme? é bom? sim, é muito bom. talvez dividir um livro como O Hobbit em 3 filmes torne a trilogia muito longa para uma história como a deste livro, mas por outro lado o número cabalístico pode também fazer com que cada filme seja ricamente detalhado. mas é possível que 2 filmes teriam dado conta do recado. agora resta esperar pelos próximos filmes que serão lançados nos próximos anos e esperar que sejam tão sensacionais quanto o primeiro (ou até mais!).

se você ainda não assistiu o filme (ou quer matar a saudade), assista o trailer legendado abaixo:


 

mm
designer, baterista, adora música e cachorros
  • Non mi capita mai di fare commenti sui blog che leggo, ma in questo caso faccio un’eccezione, perch