Workshop relatório tendências - Boteco Design

criando um relatório de tendências para um cliente – desafios e processo

publicidade

os desafios de criar um relatório de tendências customizado para um cliente

em 2017, quando trabalhava na UNO+BRAND, recebemos um desafio diferente do nosso cliente InterCement: criar um relatório de tendências customizado. a UNO é um escritório especializado em branding e identidade visual, então um relatório de tendências não fazia parte do nosso dia a dia, e era algo até então inédito pra gente. diante do desafio, tive uma ideia que parecia perfeita: utilizar uma ferramenta da Hyper Island voltada justamente para criação de relatórios de tendências! sentamos para discutir o projeto, apresentei minha ideia e como todo mundo achou uma abordagem inovadora e interessante para resolver o projeto, luz verde para botar em prática.

Workshop relatório tendências - Boteco Design

planejando

estudei a ferramenta voltada para o relatório de tendências, adaptei ela para a nossa realidade, entendi o propósito do exercício do Stinky Fish e utilizei os 3 Qs que aprendi na Tera. para um resultado positivo da atividade, eu precisava conhecer as ferramentas, saber como usá-las, entender o motivo delas existirem, e ter confiança em na condução do workshop. por isso fiquei imerso me preparando durante 3 dias, criando um roteiro de acontecimentos, templates customizados, escolhendo ferramenta para cronometrar as atividades e montando uma playlist para colocar o escritório no clima.
depois de todo o preparo, cheguei bem confiante para liderar o workshop, com participação de quase toda a equipe, munidos de marcadores e post-it’s – algo muito diferente na dinâmica de um escritório de branding.
Workshop relatório tendências - Boteco Design

hora de começar

templates impressos, música rolando, cronômetro valendo. em pouco tempo, a equipe sabia como seria a dinâmica do dia e já estava colando post-it’s em 4 diferentes categorias separadas na parede. as únicas regras eram: ao colar o post-it, diga em voz alta o que você está adicionando como opinião para que todos ouçam e evitem repetir. sem nenhuma censura. não importa a posição hierárquica na empresa. ninguém vai te impedir de colar a sua ideia na parede, falando que é irrelevante ou que tem uma ideia melhor. e isso tem um poder gigante para despertar o potencial da equipe.
algumas ideias não eram exatamente alinhadas com o objetivo proposto e nem com o objetivo final, mas a próxima etapa garantia que isso fosse resolvido: com o uso do dotmocracy, o foco foi direcionado para as melhores e mais interessantes ideias.  e mais uma vez, sem preocupação com cargos e quem é chefe de quem, apenas com as ideias.
com o término da primeira etapa, dividimos a equipe em duplas e aprofundamos o desenvolvimento das principais ideias, e como elas poderiam se tornar realidade para o nosso cliente em um curto prazo de tempo. o que nós poderíamos fazer ou o que o cliente deveria fazer para que a ideia saísse do papel e virasse realidade.
para finalizar a entrega, todas as ideias discutidas serviram de insumo e ponto de partida para a área de Planejamento desenvolver mais material para complementar o relatório, alinhando-as com estratégias de negócios e oportunidades.

coisas que aprendi

separei aqui alguns pontos que foram super gratificantes de vivenciar:
  • trazer para um escritório de Branding uma metodologia utilizada em empresas com maior tradição digital
  • envolver a equipe em uma atividade diferente, pensada com cuidado e carinho em toda a experiência (da música de fundo aos templates customizados)
  • perceber como a incorporação de princípios presentes no Design Sprint (como o dotmocracy) ajudam a manter de fora do processo as ideias que pouco contribuem e indicam com grande força as mais aceitas e validadas pela equipe, quebrando a “necessidade” de valorizar ideias de pessoas em cargos mais altos
  • a integração que a equipe vivenciou, saindo do modelo tradicional-robô de “atendimento recebe briefing do cliente / transmite como verdade absoluta / criação faz conceito verbal e visual / entrega”
Workshop relatório tendências - Boteco Design
o resultado para a equipe foi totalmente positivo, com uma metodologia que enriqueceu absurdamente o nosso processo criativo e teve um “que pena que…” não começamos a usar isso antes! e para o cliente, foi um material extremamente disruptivo, rico e customizado, algo que até então ele nunca tinha recebido. ele agora serve também como guia para desenvolvimento de ações estratégicas e bem planejadas para a marca, em busca de um objetivo principal, otimizando o investimento de recursos.
fotos: acervo pessoal • Pexels • Hyper Island
mm
designer, baterista, adora música e cachorros. UX/UI Designer criando apps na BlendMobi