Se você é de São Paulo e tem circulado por esses dias na região da Marginal Pinheiros, seja de carro ou nos trens da CPTM, já deve ter notado um peixe gigante nadando no Rio Pinheiros.

Trata-se de um “pintado” feito de material reciclável que foi instalado na quinta-feira (24.Ago) no Rio Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, na altura da estação Pinheiros da CPTM. A obra é do artista visual Eduardo Srur que utiliza desta intervenção com para tratar da poluição das águas.O peixe tem 30 metros de comprimento e sete de altura, foi elaborado com um material inflável, com corpo azul, barbatanas vermelhas, ferrões amarelos e é movido por energia solar, o ‘Pintado’ gigante foi rebocado até a estação Pinheiros da CPTM por um barco, que também transportava o artista visual Eduardo Srur, idealizador do peixe para a performance que inaugurou a 7ª edição da Virada Sustentável, em São Paulo, maior festival de sustentabilidade do Brasil com vários eventos espalhados pela cidade para aproximar o público do tema.

Eduardo Srur já abordou o tema sustentabilidade em suas obras em outros momentos. São dele intervenções como ‘Pets’, que instalou garrafas infláveis gigantes nas margens de concreto do rio Tietê, em 2008, e ‘Trampolim’, que levou bonecos em tamanho real às margens do Pinheiros em 2014, acoplados a trampolins azuiscomo se estivessem prestes a pular no rio. Além do ‘Pintado’ gigante que navega pelas águas do Pinheiros, inspirado em uma espécie que nadava nos rios da capital paulista antes de serem tomados pela poluição, o artista também expôs uma ‘banca de peixes’ feitos de material reciclável, no 2º andar da estação Pinheiros.

O peixão que deu as caras no dia 24 de agosto, pode ser visto nadando em algum lugar do Rio Pinheiros até o dia 12 de setembro.

Salvar

Assine nossa newsletter

Receba o melhor conteúdo para se atualizar e inspirar

Concordo com os Termos de Privacidade do Boteco Design